Como uma vida sexual sem cuidados pode facilitar a transmissão das infecções sexualmente transmissíveis

Guilherme
Guilherme


Fonte: G1

Nos últimos 10 anos, houve um aumento de 168% de casos de HIV entre jovens de 15 a 29 anos no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

O Profissão Repórter desta terça-feira (26) revelou como a vida sexual sem cuidados pode facilitar a transmissão das infecções sexualmente transmissíveis. A equipe acompanhou o atendimento no Hospital Emílio Ribas. Em 2011, o Profissão Repórter também esteve no hospital para gravar um programa sobre HIV. O programa voltou à unidade de saúde 13 anos depois para entender o que mudou nas infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

O infectologista Bernardo Porto Maia, hoje chefe do atendimento no hospital, afirma que muitas coisas mudaram nesses mais de dez anos, incluindo as novas formas de tratamento.

A equipe conheceu adeptos de uma nova prática: o “chemsex” ou sexo químico, uma prática sexual com uso de substâncias. Augustto Purezza é médico em uma unidade de saúde particular de São Paulo. Ele menciona que, sob efeito das drogas, há o risco de descuido com a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Durante a ação de testagem de ISTs no Centro de São Paulo, a equipe conheceu Vinicius Farias, de 25 anos, que trabalha como garoto de programa, mas nunca havia realizado esse tipo de teste antes.

Saiba mais AQUI