28 mulheres trans ou travestis foram assassinadas no Ceará nos últimos três anos

Guilherme
Guilherme

O Ceará teve o segundo maior registro de transfeminicídios no ano passado, entre oito estados pesquisados pela Rede de Observatórios da Segurança

Em relação ao número de transfeminicídios (assassinatos de mulheres trans e travestis), o Ceará teve, no ano passado, o segundo maior registro entre oito estados pesquisados pela Rede. Com 7 crimes, o Ceará ficou abaixo apenas de São Paulo (9 casos); e à frente de Bahia e Pernambuco (5), Rio de Janeiro (4), Maranhão e Piauí (2) e Pará (0).

Leia a matéria completa AQUI

Últimas Postagens