Apenas 25% das escolas públicas têm projetos de combate à homofobia

Rodrigo Hilario
Rodrigo Hilario

As escolas públicas espalhadas pelo Brasil estão cada vez mais desassistidas quando o assunto é o combate à homofobia, machismo e racismo, de acordo com uma pesquisa realizada pela organização Todos Pela  Educação, divulgada nesta terça-feira (25). Os números mostram que em 2011, 34,7% das escolas relataram ter ações que combatem o machismo e a homofobia, mas 10 anos depois, durante o governo Jair Bolsonaro, esse número caiu de maneira significativa chegando a 25,5%.

Clique AQUI para conferir a matéria.