Quarta dose da vacina contra a Covid-19 será necessária, diz CEO da Pfizer

Rodrigo Hilario
Rodrigo Hilario

Para ajudar a combater uma nova onda de Covid-19, as pessoas precisarão de uma quarta dose da vacina, afirmou Albert Bourla, CEO da Pfizer, à CBS neste domingo (13).

“Muitas variantes estão surgindo e a Ômicron foi a primeira a conseguir escapar, de maneira habilidosa, da proteção imunológica que estamos dando”, disse Bourla ao programa “Face the Nation” da CBS.

“A proteção que estamos recebendo da terceira dose é boa o suficiente. Na verdade, muito boa para diminuir hospitalizações e mortes”, disse o CEO da Pfizer.

Mas a proteção após três doses “não é tão boa contra infecções” e “não dura muito” quando confrontada com uma variante como a Ômicron. “Por enquanto, uma quarta dose é necessária”, completou. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA informam que qualquer pessoa com 18 anos ou mais que tenha recebido a vacina Moderna de duas doses deve receber uma dose de reforço seis meses após a segunda dose.

Não está claro, porém, se ou quando a agência reguladora dos EUA, a Food and Drug Administration (FDA), poderá autorizar uma quarta dose da vacina Covid-19 para adolescentes e adultos saudáveis. “Estamos apenas enviando esses dados ao FDA, e então veremos o que os especialistas também diriam fora da Pfizer”, disse Bourla à CBS.

Leia o texto completo aqui.