Tratamento do HIV evoluiu muito em 40 anos, mas ainda há espaço para mais

Rodrigo Hilario
Rodrigo Hilario

Em artigo no portal Viva Bem, do UOL, Samantha Cerquetani lembra que, até o final de 2020, cerca de 37,6 milhões de pessoas viviam com HIV no mundo. Do começo da década de 1980, quando a comunidade científica mundial não sabia ao certo como tratar uma doença mortal causada por um vírus desconhecido, até os avanços dos últimos anos, a autora traça perspectivas para o futuro do tratamento das pessoas que vivem com HIV e aids. Lei o texto completo aqui.