Esperança: cientistas conseguem “cortar” HIV do DNA de células humanas

Guilherme
Guilherme

Usando técnica que ganhou o prêmio Nobel, cientistas holandeses conseguiram retirar o DNA do HIV das células de defesa T do organismo

Apesar de já existirem tratamentos eficazes que evitam o desenvolvimento da aids em pessoas que vivem com HIV, a ciência ainda procura uma maneira de eliminar completamente o vírus do organismo. Uma nova pesquisa conseguiu avançar para alcançar o objetivo: cientistas da Universidade de Amsterdã, na Holanda, conseguiram “cortar” o material genético do HIV das células humanas.

Hoje, o paciente precisa tomar medicamentos para controlar a doença indeterminadamente, mas usando a técnica CRISPR de edição genética em laboratório, os pesquisadores retiraram o vírus das células T infectadas. O HIV usa as unidades de defesa para se multiplicar e, por isso, a ideia é eliminá-lo completamente do organismo — assim, os remédios não precisariam ser administrados para sempre.

Leia mais AQUI