Governo Lula cria cotas para transexuais em concurso público

Rodrigo Hilario
Rodrigo Hilario

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reservará cotas para indígenas e transexuais no próximo concurso que irá selecionar 900 auditores fiscais do trabalho no Brasil. Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, do total de vagas, 2% serão destinadas aos indígenas e outros 2% para pessoas trans.

Atualmente, a legislação exige apenas que 5% das cotas sejam reservadas para pessoas com deficiência (PcD) e 20% para negros. Nestes dois casos também surgirão mudanças: o percentual de vagas reservadas para PcDs subirá para 6%, enquanto as reservas para negros vão saltar para 45%.

Saiba mais AQUI