Pesquisar
Close this search box.

Em dez anos de permissão, casamentos homoafetivos quadruplicam no Brasil

Picture of Rodrigo Hilario
Rodrigo Hilario

Há dez anos, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) obrigava cartórios de todo o país a celebrar casamentos homoafetivos. A decisão seguia entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) que, em 2011, havia declarado ser ilegal negar união civil entre pessoas do mesmo sexo.

De lá para cá, o número de casamentos entre homo ou bissexuais brasileiros quadruplicou. Em 2013, primeiro ano de obrigatoriedade nacional, ocorreram 3.700 celebrações. Já em 2022, foram 12.987. O levantamento é da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, que responde pelos cartórios.

No último ano, foram registrados mais de 5 milhões de casamentos no país. Os homoafetivos representaram 0,02%.

Até abril deste ano, o Brasil contabilizou 76.430 uniões civis entre pessoas do mesmo sexo. Em média, são realizadas 7.600 celebrações por ano, sendo 56% delas entre pares femininos e 44% entre masculinos. 

Leia mais AQUI